• slider-1
  • slider-2
  • slider-3
slider-11 slider-22 slider-33

Massagem Desportiva - Detalhada

ORIGEM DA MASSAGEM DESPORTIVA

Na Odisséia, de Homero (Século VIII a.C.), pela primeira vez foi relatado o uso da massagem junto as atividades atléticas. Heródoto, no século V a.C., e Hipócrates (c. 460-375 a.C.) escreveram sobre massagens que eram ministradas com o objetivo de preparar os competidores para extenuantes provas de força.

HISTÓRIA DA MASSAGEM DESPORTIVA

Historicamente, as definições constantes nos manuais de massagem têm se referido aos movimentos reparadores, à cura e à estimulação mecânica dos tecidos mediante a aplicação de pressão e alongamento.

A massagem desportiva algumas vezes chamada de "apoterapia" foi revivida das suas origens gregas com seus ginastas, pugilistas e outros do seguimento esportista no século XX, tendo seu valor confirmado por numerosos pesquisadores e sendo cada vez mais reconhecida como uma importante modalidade terapêutica, à medida que um número cada vez maior de pessoas de todas as idades se envolve na prática dos esportes e em treinamentos de aptidão.

O QUE É MASSAGEM DESPORTIVA?

A massagem desportiva é realizada através de movimentos de compressão, tração, estiramento, pressão e fricção, exercendo evidentes efeitos mecânicos nos tecidos. As forças mecânicas aliadas as diferentes técnicas afetam os tecidos de diferentes formas como efeito mobilizador, estimulante, relaxante, e muitos outros efeitos. O objetivo da massagem consiste em dispersar as matérias gastas (metabólitos) formadas nos músculos e não expelidas no exercício. Ela faz com que a matéria gasta se disperse, removendo assim a fadiga, e fazendo com que os tecidos fiquem mais maleáveis, impedindo rupturas e torções.

Contudo, ela vem sendo cada vez mais reconhecida como uma importante modalidade terapêutica e é importante para tratar um determinado problema, assim como para auxiliar em cada uma das fases de treinamento do atleta esportivo e também daquelas pessoas que fazem usos exaustivos da academia.

Na massagem desportiva, o foco está nas necessidades individuais do atleta. O aumento do número de praticantes, aliado ao incremento da competitividade e intensidade do exercício, contribuiu para elevar o estatuto da massagem, agora, mais do que nunca, reconhecida como um meio privilegiado de recuperação.

A massagem realizada na fase de condicionamento tem por objetivo promover rápida recuperação após treinamento intenso, evitar a dor muscular tardia, evitar a fadiga, além do bem-estar físico.

Como tratamento, ela estimula a circulação, a quebra de aderências e ainda auxilia na manutenção da flexibilidade.

No período pré competição, o objetivo é sempre preparar o corpo para a atividade física. Elevar a temperatura das regiões que irão sofrer maior desgaste e normalmente é realizada antes do aquecimento. Neste caso, as manobras realizadas são mais rápidas, intensas e vigorosas para “acordar” a musculatura, deixando-a mais ativa durante a prova.

Já nos pós competição, o intuito é eliminar resíduos tóxicos do corpo, auxiliar na redução de dor e DMT e, havendo suspeita de lesão tecidual, pode ainda ser usada a criomassagem (massagem com gelo).

A massagem nos pós evento promove uma recuperação de 2 a 3 vezes mais rápida que somente o repouso.

A massagem pode também ser realizada em situações especiais, enfrentada por grande número de atletas: as viagens! Objetivando melhorar a sensação generalizada de rigidez, dores nas costas e inchaço em membros inferiores (aliás, nestes casos de inchaços e retenção líquida a drenagem linfática é uma boa pedida).

INDICAÇÃO DA MASSAGEM DESPORTIVA

As principais indicações para ser realizar um programa de massagem desportiva são: ajudar no relaxamento (pós treino ou prova), efeito estimulante (pré treino ou prova), alívio de dores, tratamento de lesões principalmente quando há edema (inchaço) e aderências (tecido cicatricial).

Esta técnica é indicada tanto para amadores e profissionais e pode ser feita na pré e pós-competição.

Esta massagem age nas dores do atleta, mas é indicada não só quando se tem lesão e sim, principalmente, ao contrário. Ela deve ser realizada para prevenir lesões.

A massagem desportiva pode ser feita nos dias do treinamento ou em dias intercalados. Após competição serve para relaxar a musculatura que foi sobrecarregada devido às competições.

BENEFÍCIOS DA MASSAGEM DESPORTIVA

A massagem desportiva bem aplicada é o método mais eficaz para resolver problemas de tensão muscular e restabelecer o equilíbrio do sistema músculo esquelético, aumento da circulação sanguínea e linfática, aumento do fluxo de nutrientes, estimulação dos processos de cicatrização, resolução de edema e hematoma crônico, aumento da extensibilidade do tecido conjuntivo, alívio da dor, aumento dos movimentos nas articulações, facilitação das atividades musculares, estimulação das funções viscerais, promoção do relaxamento local e geral, relaxamento físico, alívio da ansiedade e tensão (estresse), estimulação da atividade física, sensação geral de bem-estar (conforto).

Se for utilizada regularmente, ajuda os atletas ou aquela pessoa que tem uma atividade profissional exaustiva a prevenir lesões, cuja origem pode estar relacionada com a sobrecarga de treino e /ou atividade física e profissional exaustiva.

Os desequilíbrios musculares podem desenvolver-se e, sem diagnóstico preciso, atingir um estágio grave, capaz de causar desconforto ou impedir o desempenho desportivo e ou do trabalho exaustivo do dia a dia.

Um massoterapeuta experiente, consegue detectar variações nos tecidos mais finos. A utilização de técnicas corretas ajuda a manter um estado físico saudável.

CONTRAINDICAÇÃO DA MASSAGEM DESPORTIVA

A massagem desportiva é desaconselhada em diversas situações, quando o prejuízo se sobrepõe ao benefício. Por isso, as pessoas devem evitar a massagem quando se verificarem os seguintes casos:

  • Temperatura do corpo superior a 38 graus;
  • Existência de traumas, feridas abertas, contusões recentes, roturas musculares, entorses e queimaduras;
  • Tumores;
  • Doenças circulatórias (veias varicosas, flebites, tromboses);
  • Melanoma;
  • Hemofilia;
  • Doenças de pele infecciosas (infecções bacteriológicas, de fungos, virais e herpes) – Somente na região afetada;
  • Reação adversa ao tratamento;
  • Embolias;
  • Flebites, inflamação das veias, percebemos, pois, causa edema, vermelhidão ou roxeamento e incapacidade de movimentação da área afetada pela dor;
  • Gânglios inchados;
  • Fraturas ósseas não consistentes, ou seja, estão moveis ainda, então aumenta o risco de aumentar a lesão;
  • Osteoporose grave, pelo risco de haver fratura dos ossos;
  • Gravidez nos três primeiros meses de gestação. No tempo restante da gravidez, as massagens se realizarão com laudo e prescrição médica. Existem indicações que a massagem serve para acalmar o bebe e no pré parto, auxilia a posicionar o feto;
  • Hipertensão arterial. Caso for realizar massagens relaxantes não há contraindicações, portanto se estimulantes, a massagem está contraindicada;
  • Quando existam reações alérgicas à massagem;
  • Quando o receptor sofre muita dor, no caso de doenças graves, como câncer;
  • Pessoas com taquicardia, aumento da frequência do batimento do coração;
  • Pessoas com hematomas graves;
  • Imediatamente após operações cirúrgicas.
  • QUAL A DIFERENÇA DA MASSAGEM RELAXANTE E A DESPORTIVA?

    O principal objetivo da massagem relaxante é promover o relaxamento da musculatura tensa. As suas manobras são mais calmas para que o corpo liberte hormonas como a ocitocina e endorfinas que são responsáveis por acalmar o corpo. Para quem pratica atividade física e quer potenciar os seus resultados, o ideal é a massagem desportiva, pois os seus movimentos são mais fortes e rápidos para promover uma melhor circulação sanguínea, deixar a pessoa “mais agitada” antes do exercício, e no pós-exercício eliminar o ácido láctico, que é responsável pela tão conhecida “dor do dia seguinte ao exercício”.

    CONCLUSÃO

    Mesmo que não sejas atleta, é interessante conhecer esta técnica terapêutica para melhorar ainda mais os resultados esperados. Como vimos, o ideal é utilizar não só a massagem desportiva, mas todas as técnicas como forma de prevenção de doenças e não apenas para tratamento.

    Bom pessoal, espero que tenham curtido as informações. Claro que antes de fazer qualquer massagem ou procedimento, é interessante procurar seu médico ortopedista, para saber se está tudo certo com seu corpo e não há impedimentos para a prática desse procedimento ou qualquer outro.

    Fontes:
    https://blog.institutoalmaconsciente.com/2014/12/31/massagem-desportiva/
    http://aondadarita.com/2013/o-que-e-a-massagem-desportiva/



    Visite nossa loja virtual

    Na JS Terapias Masssagem e Estética temos várias modalidades de serviços na área de massoterapia, estética facial e estetica corporal.

    Para cada modalidade de serviços temos uma proposta de trabalho diferenciada e preços acessíveis.

    SATISFAÇÃO...

    As opiniões e sugestões dadas por clientes, são sempre levadas em consideração buscando melhorar a cada dia o processo de compra e não perder o contato pessoal com o cliente, considerado muito importante pela empresa que possui como principais valores a cordialidade, humildade e a ética nos relacionamentos.


    NOSSO MAIOR COMPROMISSO, VOCÊ!

    SIGA NOSSAS MÍDIAS...

    © Copyright 2020 JS Terapias Massagem e Estética - 24.388.585/0002-08 - Todos os direios reservados.